A seleção da AP Porto é grande vencedora da edição deste ano do torneio, depois de vencer na final a AP Coimbra. A equipa treinada por André Ferreira – que conquistou o título também na edição passada -, sagrou-se vencedora com o pleno de vitórias e sem golos sofridos. As seleções da AP Coimbra e AP Aveiro conquistaram o segundo e terceiro lugar, respetivamente.

A seleção do Porto venceu a meia-final à AP Minho, por 5-0, sabendo já que iria defrontar a final frente à AP Coimbra, depois desta ter eliminado a AP Aveiro na primeira meia-final do dia, por 1-0.

No jogo da final, a AP Porto entrou confiante em rinque e não encontrou dificuldades, sendo que ao intervalo já vencia por cinco golos sem resposta. Na etapa complementar a história do jogo não foi diferente, com as agora vencedoras a dilatarem o marcador para o resultado final de 11-0.

A AP Porto foi a vencedora do Torneio só com vitórias e sem golos sofridos. | ©Catarina Maria | FPP

No final do jogo, André Ferreira mostrou-se «naturalmente muito contente por revalidar o título, mas ao mesmo tempo um bocado triste por ser o fechar de um ciclo desta geração de jogadoras que já me acompanha há três anos, por isso há um sentimento misto».

O técnico acrescentou que, a nível de jogo, «zero golos sofridos mostra bem a consistência e a qualidade que a equipa teve. Podia falar de muitas coisas, mas penso que esse esse facto foi algo inédito e mostra bem a qualidade que esta jogadoras têm», concluiu.

Para o Diretor Técnico Nacional (DTN), Nuno Ferrão, o balanço deste Inter-regiões 100 Anos FPP -Feminino «é bastante positivo, em várias dimensões. Em primeiro lugar por ter contado com a participação de 8 equipas, com a estreia da AP Minho e AP Madeira, e com atletas de todas as associações territoriais do continente. Em segundo, pela competitividade entre as equipas, resultado do modelo competitivo adotado, que permitiu às equipas terem jogos equilibrados e com incerteza nos resultados, aumentando a emoção das partidas e bons momentos de hóquei em patins. Em terceiro é a consolidação do trabalho desenvolvido pela FPP nos últimos cinco anos no Hóquei em Patins no feminino».

Nuno Ferrão sublinhou ainda que «esta competição permite ser um excelente momento de observação e identificação de atletas para seleção nacional de Sub-17».

O Prémio Disciplina foi entregue por Orlando Panza à AP Coimbra, aqui representada pela capitã Iris Nobre | ©Catarina Maria | FPP

«Associado a todos estes fatores, tivemos um excelente ambiente no pavilhão (Pavilhão Municipal de Vila Praia de Âncora) graças à dedicação e disponibilidade de todos os participantes, e em especial para as pessoas do clube local e Associação de Patinagem do Minho», acrescentou.

Para o DTN, «no computo geral, a 4ª edição do torneio deixas boas perspetivas para o futuro do Hóquei em Patins Feminino, graças ao aumento do número participantes e à dedicação destas meninas, o que nos leva ter boas sensações para o futuro», concluiu.

Resultados | Fase Final

5ª a 8ª Lugares
AP Madeira 0 x 5 AP Lisboa
AP Leiria 0 x 1 AP Setúbal

Meias-finais

AP Porto 5 x 0 AP Minho
AP Coimbra 1 x 0 AP Aveiro

7º e 8º Lugares
Madeira 2 x 1 AP Leiria

5º e 6º Lugares
AP Lisboa 2 x 0 AP Setúbal

3º e 4º Lugares
AP Minho 1 x 2 AP Aveiro

Final
AP Porto 11 x 0 AP Coimbra

Classificação

1º AP Porto
2º AP Coimbra
3º AP Aveiro
4º AP Minho
5º AP Lisboa
6º AP Setúbal
7º Madeira
8º AP Leiria

Toor

Patrocinadores Oficiais do Hóquei em Patins