A indústria global do desporto apresenta um crescimento sustentado muito interessante, muito alavancada na procura das marcas em comunicar diretamente com os seus consumidores.
Contudo, em Portugal os hábitos de consumo de espetáculos desportivos não acompanham as tendências internacionais.
Dados referentes ŕ assistência de espetáculos desportivos são significativamente diferentes do panorama internacional.
Estarão em discussão no próximo dia 26/02 no polo da Lispolis da Universidade Europeia:
(i) as razőes pelas quais o consumo de espectadores desportivos não cresce em paralelo com as tendências internacionais, e (ii) as acçőes estratégicas a implementar para que o desporto em Portugal seja percepcionado como um espetáculo e não somente como um duelo clubista.
Será que o nível de cultura desportiva influencia este facto? Até que ponto o destaque dado a uma única modalidade tem repercussão neste comportamento das pessoas? Em que medida a situação económica do país contribui para esta realidade?
No decorrer de 90 minutos, iremos contar com o painel constituído por João Lagos (Promotor de Eventos Desportivos), Luís Sénica (Presidente da Federação de Patinagem de Portugal) e Pedro Dionísio (Diretor da Pós-Graduação Gestão e Marketing do Desporto INDEG/ISCTE), moderados pela jornalista Edite Dias de A Bola.
Trata-se de mais uma conferência do ciclo Desporto com Futuro destinada aos estudantes de Ciências do Desporto & da Atividade Física e de Gestão de Desporto da Universidade Europeia, mas aberta ŕ comunidade, das 12h00 ŕs 13h30, na sala L02, do polo da Lispolis da Universidade Europeia.

Categorias: FPP

0 comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.