Realizou-se esta manhã, em Novara – Itália, o sorteio oficial dos grupos das seleções de Hóquei em Patins que vão participar nos WSG 2024, de 7 a 22 de setembro.

Com os cabeças de série já definidos no que diz respeito à Seleção Absoluta Masculina (Argentina no Grupo A e Espanha no Grupo B – primeiro e segundo classificados no ranking mundial), o sorteio ditou que Portugal fica no Grupo A, juntamente com as seleções da Argentina, Angola e EUA. O primeiro jogo da seleção das quinas realiza-se no dia 16 de setembro, frente à seleção dos EUA.

Para o selecionador nacional, Paulo Freitas, Portugal entra no Mundial «com o estatuto de candidato, tal como as outras quatro seleções (Argentina, Itália, França e Espanha)».

Freitas explica que o objetivo inicial «é ganhar o grupo de forma a cruzar nos quartos de final com o vencedor do grupo B da Intercontinental, onde nos apresentaremos como favoritos» e depois garantir a presença nas meias-finais».

O selecionador aponta como favoritos «a Argentina, face aos resultados mais recentes (campeões do Mundo e da Taça das Nações), a Itália, pela consolidação de crescimento que vem mantendo e pelo fator casa – uma vez que Novara é uma cidade de grande paixão pelo hóquei -, e ainda a seleção espanhola, como atual campeã da Europa».

«Vamos com toda a ilusão e compromisso em busca do título mundial e vamos saber, enquanto equipa, estar preparados para lutar pela vitória e honrar o nosso País e os pergaminhos da modalidade», concluiu.

No que diz respeito à Seleção Absoluta Feminina, os cabeças de série são também a Argentina (A) e Espanha (B), com o sorteio a definir que a seleção lusa fica no Grupo A, com as seleções da Argentina, França e Colômbia, com quem vai disputar o primeiro jogo do mundial, no dia 16 de setembro. O sorteio ditou que no Grupo B ficam as equipas de Espanha, Itália, Chile e Inglaterra.

Na reação ao sorteio, o selecionador nacional, Hélder Antunes considera que «são equipas que vão exigir muito de nós. Teremos de ter a ambição de sermos muito competitivos». O técnico acredita que «serão desafios emocionantes de um grau de dificuldade elevado», como tal a seleção terá de «realizar um bom trabalho para se apresentar bem». «Temos de ter uma mentalidade muito forte. Vamos ter de nos superar, saber ter capacidade de sofrimento e muita resiliência», disse.

Nos Sub-19, Portugal é cabeça de série, no Grupo B e vai disputar o mundial com as equipas de Itália, França e Colômbia. A seleção entra em rinque para o primeiro jogo no dia 8 de setembro, frente à seleção francesa. No Grupo B, com a Argentina ficam as seleções da Espanha, Chile e Suíça.

No comentário ao sorteio, o selecionador nacional de Sub-19, Vasco Vaz, considera que o grupo de Portugal «é altamente competitivo com a vice-campeã do mundo, Itália, e ainda com França e Colômbia, que são dois adversários bastante competitivos».

«Não vai ser um grupo fácil, mas vamos prepararmo-nos para o primeiro objetivo que é passar a Fase de Grupos, para depois percorrer o caminho até à final. Não sendo favoritos, vamos para o mundial com a convicção que estamos no lote de candidatos e com muita determinação para chegar à final», explicou.

Foto de Capa: Arquivo FPP

Toor

Patrocinadores Oficiais do Hóquei em Patins