Foi com profunda consternação que a Federação de Patinagem de Portugal tomou conhecimento do falecimento de Francisco Velasco, sócio de mérito da FPP e internacional português de hóquei em patins, Campeão Europeu e Bi-Campeão Mundial.

Francisco Xavier Franco Bélico de Velasco nasceu em Goa, na India, a 16 de novembro de 1934, mas foi em Moçambique, para onde se mudou com 1 ano de idade, que iniciou o percurso no hóquei em patins.

Fez parte de várias equipas moçambicanas e integrou a Seleção Nacional de Portugal por várias vezes, entre 1957 e 1964, tendo sido Campeão Europeu (Genéve 1959) e Campeão Mundial, por duas vezes (1958 no Porto e 1960 em Madrid).

Foi ainda vice-Campeão Mundial em Barcelona, 1964, e venceu três das quatro fases da  1ª Taça Latina, um Torneio de Montreux e um Torneio Internacional de Lisboa.

O título de Campeão Mundial de 1960 foi o primeiro conquistado por Portugal em Espanha, e único até julho de 2019, motivo pelo qual em setembro de 2019 foi, juntamente com Amadeu Bouçós em representação da Seleção Nacional de 1960, homenageado pela FPP.

Após deixar os patins, Francisco Velasco teve uma carreira longa como treinador, que terminou em 1985. 

Francisco Velasco era, também, um estudioso do Hóquei em Patins e alimentava há vários anos um blogue com informação sobre a modalidade, tendo editado inclusive um livro.

Pelos feitos conquistados ao serviço do hóquei em patins, Francisco Velasco recebeu a Medalha de Mérito Desportivo da Associação de Patinagem de Lourenço Marques, a Medalha de Mérito Desportivo pelo Presidente da República, Exmo. Sr. Almirante Américo Tomás, um Louvor público da Federação Portuguesa de Patinagem e um Louvor público do Ministério da Educação de Portugal.

Aos familiares e amigos de Francisco Velasco, a Federação de Patinagem de Portugal apresenta as suas condolências.


0 comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.