Ainda que antevendo-se um jogo fácil, Portugal não facilitou e, aos dois minutos, Rafa inaugurou o marcador.
A pressionar e a privilegiar o jogo colectivo, a formação de Luís Sénica não levantou o pé e chegou ao intervalo a vencer por 8-0, com seis jogadores diferentes a marcar (apenas Reinaldo Ventura e João Rodrigues bisaram).
Na segunda parte, novamente com Rafa a dar o mote, os portugueses construíram a maior goleada deste Europeu, terminando com 14-1 e superando os 12-0 com que a Espanha vencera esta mesma selecção austríaca.
Gonçalo Alves esteve em particular destaque na concretização, juntando mais três golos na segunda parte ao tento que apontara na primeira.
Nota nos derradeiros cinco minutos para o tento de honra da Áustria, equipa treinada pelo português João Meireles, conseguido por Robin Wolf e merecedor de um grande aplauso do público do Dr.
Salvador Machado.
Portugal alinhou com Nelson Filipe (gr), Henrique Magalhães, Rafa (3), Reinaldo Ventura (2) e Gonçalo Alves (4) – cinco inicial – Diogo Rafael (1), João Rodrigues (2), Ricardo Barreiros (2) e Hélder Nunes.
#UNDER Marcha do marcador 1-0 Rafa, 2-0 Diogo Rafael, 3-0 Gonçalo Alves, 4-0 Reinaldo Ventura, 5-0 João Rodrigues, 6-0 Ricardo Barreiros, 7-0 Reinaldo Ventura, 8-0 João Rodrigues – intervalo – 9-0 Rafa, 10-0 Ricardo Barreiros, 11-0 Gonçalo Alves, 12-0 Rafa, 12-1 Robin Wolf (AUS), 13-1 Gonçalo Alves, 14-1 Gonçalo Alves Quartos-de-final (quinta-feira, 14 de Julho) 16h | França – Suíça 18h | Itália – Áustria 20h | Alemanha – Espanha 22h | Inglaterra – Portugal Caso vença a Inglaterra, Portugal disputa o acesso ŕ final na sexta-feira com o vencedor do duelo entre França e Suíça.
Diário da Selecção, por Reinaldo Ventura H10gPdPaxjI


0 comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Toor

Patrocinadores Oficiais do Hóquei em Patins