(fotos: Luis Velasco / www.luisvelasco.es) Os andorrenhos já tinham sofrido uma derrota pesada no primeiro dia frente a Itália (por 7-2), mas longe dos números infligidos pela Selecção Nacional.
Ao intervalo Portugal já vencia por 11-0 e quando, aos cinco minutos da segunda parte, Andorra conseguiu apontar um tento – por Nil Dilmé – já os portugueses tinham chegado aos 15.
Nuno Ferrão geriu o esforço da equipa e, se nos primeiros 25 minutos apontou 15 golos, no derradeiro quarto de hora apenas Carlos Ramos logrou marcar, fixando – ainda com muito tempo para jogar – o 16-1 final.
Portugal alinhou de início com Alejandro Edo (gr), Carlos Ramos (3 golos), Xavier Pinho, João Pereira (1) e Hugo Santos (4), tendo entrado todos os suplentes ŕ disposição de Nuno Ferrão: Tiago Freitas (gr), Diogo Abreu (1), João Maló (2), José Tiago (1) e Miguel Moura (4).
No outro jogo do grupo A, a Alemanha – adversário de Portugal esta terça-feira – surpreendeu ao vencer a Itália por 3-5 e lidera com seis pontos.
Portugal tem três, mas menos um jogo.


0 comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Toor

Patrocinadores Oficiais do Hóquei em Patins