Na véspera do início do primeiro Campeonato da Europa de Sub-17 Feminino, que vai decorrer em simultâneo com o masculino, em Correggio – Itália, falámos com o selecionador nacional, Hélder Antunes, sobre as expetativas para a competição.

 

FPP – Sendo este o primeiro Campeonato da Europa de Sub-17 Feminino, qual a sua opinião acerca desta iniciativa?

HA – São de louvar todas as iniciativas que se fazem em prol do Hóquei em Patins, concretamente do feminino. É um marco histórico na modalidade, o primeiro europeu de Seleções Sub-17 e esperamos que consigamos igualar ao masculino e o mais breve possível também ter um campeonato da Europa de Sub-19 feminino. Acho que é importante para a modalidade, para o crescimento sustentado do feminino.

FPP – Quais são as expectativas para esta que acaba por ser uma seleção histórica, com a qual têm vindo a trabalhar já há algum tempo, no âmbito do desenvolvimento do hóquei feminino em Portugal?

HA – É é uma honra, uma vez mais poder acompanhar uma seleção de Portugal num momento histórico, porque o primeiro europeu é sempre o primeiro europeu. É um grupo de miúdas que já trabalha connosco há pelo menos um ano, algumas delas já há dois anos. É um trabalho que temos vindo a fazer de forma sustentada, recolhendo também fruto do trabalho que os clubes e as associações têm feito, porque paulatinamente há uma dinâmica que está a crescer em Portugal no que ao feminino diz respeito e vai ser com muito orgulho que nós vamos demonstrar esse trabalho em Itália.

FPP – Quais as perspetivas para este campeonato com a seleção nacional?

HA – As perspetivas são sempre uma incógnita, não só por ser o primeiro, mas por ser o escalão de Sub-17. Quando chegamos às seniores ou mesmo em Sub-19, já temos um historial porque já vimos os atletas a competir na seleção de Sub-17. Neste escalão há sempre alguma incógnita, independentemente do valor que que os nossos adversários terão, nós temos de assumir sempre que somos candidatos, porque é essa a mentalidade que nós queremos incutir.

FPP – Portugal assume-se como candidata ao título?

HA – Aconteça o que acontecer em Itália, podemos sair de lá sem qualquer vitória, como podemos sair só com vitórias, que o trajeto não vai acabar aí. O nosso trabalho está direcionado para o topo e o topo é a seleção absoluta feminina. E o que queremos, independentemente dos resultados em Itália é que elas assumam que são candidatas, que elas apresentem uma mentalidade competitiva muito forte, que elas comecem a encarnar e a encarar o que é o espírito do perfil de atleta feminina portuguesa que nós pretendemos para a seleção principal e, o bolo, é conquistar títulos na seleção absoluta. Aí é que é a meta mais longínqua e é com isso que vamos, sem qualquer problema, assumir que também somos candidatos.

Agenda | Fase De Grupos

28/08/2023 | 14h00 | Portugal x Inglaterra
30/08/2023 | 18h00 | Itália x Portugal
31/08/2023 | 18h00 | Alemanha x Portugal
01/09/2023 | 14h00 | Portugal x França

Acompanhe todos os resultados e as fichas de jogo em tempo real aqui e assista aos jogos na WSE TV.

Toor

Patrocinadores Oficiais do Hóquei em Patins