PÁGINA 5
1 – BENJAMINS 1.2 – Patinagem Livre ? O elemento AXEL só poderá ser executado três (3) vezes durante todo o programa.
? No caso em que o atleta opte por repetir o elemento AXEL, de forma isolada, este terá de ser antecedido por uma transição.
Esta terá de obedecer aos seguintes dois critérios:
1º) Presença de movimentos corporais em correlação com a coreografia em questão
2º) A escolha da sequência de passos é livre, no entanto, o rodado de saída do último terá de corresponder ao rodado de entrada/preparação do salto.
PÁGINA 6, 9 E 12 (Benjamins/Infantis/Iniciados) Sequência Coreográfica de Passos (SCP) Obrigatório UMA paragem coreográfica, com um mínimo de 3 segundos, onde o atleta deverá explorar ao máximo a sua capacidade de expressividade e interpretação do tema escolhido.
PAGINA 10 E 13 (Infantis/Iniciados/Cadetes/Juvenis/Juniores/Seniores) Transiçőes “Transição” Variedade e/ou complexidade de trabalho de pés, posiçőes e movimentos coreográficos.
Também estão incluídas entradas e saídas de elementos técnicos.
Podem ser curtas ou longas e para além de elevarem o coeficiente de execução dos elementos, tornam o programa mais rico e completo.
PÁGINA 16 E 19 (Cadetes/Juvenis) Programa Longo É obrigatória a apresentação de TRĘS transiçőes durante o programa.
Uma deverá primar pelo componente trabalho de pés, outra pelo componente movimentos coreográficos e finalmente uma terceira que reúne ambos os componentes.
Sendo que, todas as transiçőes poderão conter trabalho de pés e movimentos coreográficos, enriquecendo assim o programa.
PÁGINA 22 E 25 (Juniores/Seniores) Programa Longo É obrigatória a apresentação de QUATRO transiçőes durante o programa.
Uma deverá primar pelo componente trabalho de pés, outra pelo componente movimentos coreográficos e as duas últimas deverão contemplar ambos os componentes.
Sendo que, todas as transiçőes poderão conter trabalho de pés e movimentos coreográficos, enriquecendo assim o programa.

RCSkates

Patrocinadores Oficiais da Patinagem Artística