O quinto dia do Europeu de Patinagem de Velocidade Canelas 2021, em Estarreja, voltou a ser de sonho para Portugal, que conquistou mais uma medalha de ouro, três de bronze e ainda foi batido um recorde nacional.

Diogo Marreiros conquistou o ouro na prova dos 10 mil metros por pontos, João Afonso ganhou a medalha de bronze nos 100 metros Sprint e bateu o record nacional na semifinal com o tempo de 00:10,023 (o anterior era 00:10,127), na categoria de seniores. Para António Piteira e Marco Lira foram as restantes medalhas de bronze do dia.

«Já me faltam adjetivos para descrever esta equipa incrível que tenho ao meu lado», referiu Diogo Marreiros, depois de ganhar a terceira medalha de ouro na competição. «O Martyn e o Miguel dentro de pista, o professor Paulo Batista e o Alípio Silva a dar as indicações técnicas e todo o espírito que a Seleção Nacional está a atravessar faz com que consigamos obter os resultados, está um espírito incrível» conta, sem esquecer «todo o departamento clínico que está a fazer um trabalho incrível».

Diogo Marreiros | Campeão Europeu 10 000 mts Pontos – Estrada • ©Catarina Maria / FPP

Para Diogo, «conseguir demonstrar o nível nesta prova, que é muito dura, logo no primeiro dia de estrada, demonstra todo o trabalho que está a ser feito no seio da Seleção» confessando que «um título europeu passava pela minha cabeça e sabia que era possível, mas três… confesso que nunca me passou pela cabeça».

Para o companheiro de equipa Martyn Dias este europeu «tem sido incrível por permitir partilhar estes bons momentos com toda a minha equipa» e para Miguel Bravo, este está a ser «um europeu acima das expectativas». Miguel diz que «sabia que vinha forte, mas acho que estamos a mostrar que somos mesmo os melhores da Europa. Esta prova de hoje foi o resultado de tudo o que nós temos feito».

João Afonso | Bronze 100 mts Sprint Seniores – Estrada • ©Catarina Maria / FPP

O vencedor do bronze nos 100 metros Sprint, João Afonso, confessa estar a viver «um completo sonho», contando que não esperava «estar a este nível e conseguir ganhar uma medalha assim, ainda por cima com um recorde nacional». Apesar de ser uma medalha a título individual, João Afonso lembrou que tem uma grande equipa por trás» e agradeceu ao companheiro de seleção «Ricardo Esteves que é o meu tudo. Sem ele eu não estava aqui sequer», sem esquecer o treinador, Gonçalo Matos, «porque foi um ano complicado e, sem eles os dois, eu não estava a este nível de certeza absoluta».

António Piteira | Bronze 100 mts Sprint Juvenis – Estrada • ©Catarina Maria / FPP

Também nos 100 metros Sprint, António Piteira conquistou a medalha de bronze, desta feita na categoria de juvenis. Bastante contente, Piteira confessa que foi uma «prova muito rápida» que não começou «da melhor maneira pois atrapalhei-me um bocado no início da partida». Ainda assim, o patinador acredita que vai ter «mais oportunidades para melhorar este resultado» e, conforme corra amanhã «pode ser que haja mais uma medalha».

Marco Lira | Bronze 10 000 mts Pontos – Estrada • ©Catarina Maria / FPP

Na prova de 10000 metros por pontos, Marco Lira também conquistou o bronze, numa prova dura, em que o companheiro de equipa, Gonçalo Abreu, obteve o mesmo número de pontos, alcançado o quarto lugar.

Para Lira «foi uma prova muito dura, um pouco confusa no início devido à fuga dos franceses. Deixei que o meu colega amealhasse o máximo de pontos e conseguimos juntar o pelotão». «Depois foi lutar até ao fim. Estávamos a tentar lutar para ter os dois no pódio. Conseguimos terceiro e quarto, que me deixou muito feliz», explica. Para o atleta, este foi «bronze que soube a ouro porque dei o meu máximo e só me deixa mais motivado para amanhã tentar lutar pela vitória».

Esta tarde procedeu-se ainda à cerimónia de entrega de medalhas aos vencedores das provas de 1000 metros, 3000 Relay e 100 metros Sprint.

Amanhã, continuam as provas de estrada, naquele que é o penúltimo dia do europeu de patinagem de velocidade.


0 comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.