A selecção portuguesa podia ter-se adiantado cedo, de livre directo, na meia-final que a opôs ŕ Itália, anfitriã deste Europeu.
Mas Diogo Abreu não aproveitou o livre directo com dois minutos e meio decorrido.
Respiraram de alívio os italianos, mas por pouco tempo.
O mesmo Diogo Abreu redimiu-se e inaugurou o marcador aos seis minutos, ampliando aos oito, e Portugal chegou mesmo a uma vantagem de quatro golos, com tentos de José Gonçalves e João Pedro Pereira.

A Itália reduziu de bola parada (uma grande penalidade e um livre directo), relançando a incerteza para a segunda parte com 4-2 no marcador.
Mas na etapa complementar, só os portugueses marcariam…
Diogo Abreu, a selar um hat-trick, e José Gonçalves fixaram o resultado final.
Portugal jogou de início com o guarda-redes Alejandro Edo e os jogadores de pista Gustavo Pato, Diogo Abreu (3 golos), José Gonçalves (2) e João Pedro Pereira (1), tendo “saltado”” do banco Diogo Barata.
Na final, Portugal reencontra a Espanha, numa reedição do decisivo jogo da última edição (que sorriu aos espanhóis no prolongamento, em “”golo de ouro””), depois destes terem batido a França nas meias-finais por 3-1.
A final terá lugar ŕs 21h locais.
Grupo B 30 de Julho França 3-0 Andorra Áustria 1-9 Portugal 31 de Julho Andorra 7-4 Áustria Portugal 4-1 Suíça 1 de Agosto Áustria 1-10 França Suíça 6-6 Andorra 2 de Agosto França 9-1 Suíça Andorra 0-3 Portugal 3 de Agosto Áustria 1-3 Suíça Portugal 7-0 França Classificação 1º Portugal, 12 pontos / 4 jogos 2º França, 9 pontos / 4 jogos 3º Andorra, 4 pontos / 4 jogos 4º Suíça, 4 pontos / 4 jogos 5º Áustria, 0 pontos / 4 jogos Meias-finais 4 de Agosto Espanha 3-1 França Portugal 6-2 Itália Final 5 de Agosto Portugal – Espanha (21h locais)”


0 comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Toor

Patrocinadores Oficiais do Hóquei em Patins