Ainda não foi desta que Portugal concretizou o sonho do título mundial feminino.
A Selecção Nacional foi batida na final pela Espanha por 3-2, com um dramático golo no final da primeira parte do prolongamento.
Depois de uma derrota na estreia neste Mundial frente ŕ selecção do país vizinho por 0-4, Portugal entrou com redobrada concentração no jogo decisivo do Campeonato do Mundo que decorreu em Iquique, no Chile.
O rigor luso sob a batuta de Carlos Pires só seria quebrado por uma vez na primeira parte, com Anna Casarramona a marcar aos 15 minutos.
Portugal criou diversas situaçőes para empatar e, nos instantes finais da primeira parte, a guarda-redes espanhola teve de se aplicar, segurando a vantagem numa situação de dois-para-um.
Na etapa complementar, a Espanha ampliou a sua vantagem aos dois minutos e meio, por Laura Puigdueta, mas as portuguesas não baixaram os braços.
Impondo mais velocidade e fazendo a Espanha ressentir-se do esforço na véspera, com uma meia-final decidida em prolongamento, Portugal reduziu aos seis minutos, num ataque rápido, com Marlene Sousa a servir Marta Vieira e, aos 12, Marta retribuiu a assistência e ofereceu o golo do empate a Marlene.
Com a igualdade no marcador, a Espanha fez uso da maior experiência das suas jogadoras e geriu a posse de bola, sem deixar Portugal fazer o seu jogo.
Sem mais golos, o jogo seguiu para prolongamento.
Portugal entrou no tempo extra com nove faltas, a não poder poder explorar o cansaço – evidente – nas adversárias.
Sobre o apito para intervalo do prolongamento, María Diez fez o golo, amargo para Portugal, de ouro para a Espanha.
Este vice-campeonato é o quarto da Selecção Nacional em 13 ediçőes do Campeonato do Mundo.
A Espanha conquistou o seu quinto título Mundial, A classificação final ficou assim ordenada: 1º Espanha, 2º Portugal, 3º Argentina, 4º França, 5º Chile, 6º Colômbia, 7º Itália, 8º Alemanha, 9º Brasil, 10º Estados Unidos, 11º África do Sul, 12º Índia e 13º Egipto


0 comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Toor

Patrocinadores Oficiais do Hóquei em Patins