Decorreu, no passado fim de semana, o Seminário de Patinagem Artística destinado a juízes, especialistas técnicos e treinadores, uma organização conjunta da World Skate Europe e da Federação de Patinagem de Portugal.

O evento de três dias, que juntou em Sesimbra cerca de 100 participantes, teve como formadores Nicola Genchi e Gabriela Otten, Chairmans das Comissões Técnicas de Patinagem Artística da World Skate e da World Skate Europe.

O objetivo principal do seminário foi o de preparar os campeonatos nacionais e as provas internacionais deste ano e ajudar os agentes da Patinagem Artística a trabalhar em conjunto para melhorar a disciplina. Foram ainda realizados exames para juízes e especialistas técnicos, no último dia do evento.

Para Nicola Genchi, este foi «um excelente seminário com participantes provenientes de vários países, como os Estados Unidos, que quiseram estar presentes e aprender e tirar partido da equipa do nosso continente».

Nicola Genchi, Chairman para a Patinagem Artística da World Skate, foi um dos formadores | ©2022 Catarina Maria / WSE

Genchi explicou que, apesar do «conteúdo ser o mesmo que é apresentado nas aulas da World Skate Academy, foi muito bom estar agora presencialmente» pois ajuda a clarificar «muitos dos conceitos e regras que temos vindo a apresentar que pudessem ainda não estar claros». «Pessoalmente, prefiro este tipo de formação presencial em que podemos discutir, colocar dúvidas e questões e até mesmo criticar», acrescentou.

«Os participantes mostraram-se extremamente interessados e cobrimos praticamente todas as disciplinas em dois dias. No domingo, realizaram-se os exames finais, que não aconteceram nos últimos dois anos, devido à pandemia», esclareceu o chairman da World Skate, que fez questão de agradecer «à FPP, ao seu presidente, Luís Sénica, e a toda a equipa, que foi extraordinária na realização deste seminário extremamente bem organizado, num tão curto espaço de tempo».

Para José Raimundo, membro da Comissão Técnica de Patinagem Artística da WSE e vice-presidente da FPP para a Patinagem Artística, o balanço do seminário é bastante positivo, considerando que «foi um momento de grande reflexão e de formação pilar na estrutura da Patinagem Artística».

«A FPP está empenhada em desenvolver a Patinagem Artística e em formar os melhores juízes, treinadores e técnicos especialistas, para que a patinagem tenha realmente uma formação de grande qualidade, naquilo que é a sua operacionalização das diversas provas» explicou.

Para Raimundo, o facto da maioria dos participantes serem portugueses «é um bom indicador, pois mostra que estamos a crescer e, esse crescimento, irá refletir-se no número de atletas e até de juízes, tornando a estrutura mais solidificada no que se pretende para o futuro que é criar mais dinâmica e mais iniciativas».

«Desta forma podemos crescer e cumprir um calendário bastante preenchido ao nível de provas e dando sempre as melhores condições aos agentes desportivos e aos nossos atletas», concluiu.


0 comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.