Depois das medalhas nos juniores, as medalhas nos seniores.
Portugal dá cartas no Solo Dance e o dia de hoje foi de glória em Nanjing.
Em Seniores Masculinos, o pódio teve dois atletas portugueses, com Ricardo Pinto a subir ao lugar mais alto como novo Campeão do Mundo e Pedro Walgode a ladeá-lo com o bronze.
Ricardo recuperou o título conquistado em 2015, tendo em 2016 logrado “apenas”” o vice-campeonato.
Pedro conquista um bronze de valor acrescido.
Instantes antes da sua prestação, foi detectado que o patim esquerdo estava partido…
Uma corrida ao balneário e dois parafusos permitiram a participação do português, a quem nem o material “”avariado”” impediu a subida ao pódio.
#YOUTUBE dwuD6Scj4PY A prata escapou no masculino, mas foi conquistada no feminino.
Antes das medalhas dos rapazes, Ana Walgode sagrou-se vice-campeã do Mundo, arrecadando a prata para Portugal.
Na sua primeira participação no escalão, Ana – irmã de Pedro Walgode – tornou-se a primeira atleta feminina a subir ao pódio em Solo Dance de seniores.
#YOUTUBE Suyfsjotjf8 Os três atletas são exemplos dentro e fora da pista.
Natural de Miragaia (mas a viver em Leça do Balio), Ricardo Pinto estuda biologia.
Ana e Pedro Walgode são naturais de Matosinhos.
Pedro, o mais velho dos irmãos Walgode que disputarão também a prova de Pares de Dança, está a tirar o Mestrado em Engenharia Química.
Ana estuda Medicina na Universidade do Porto ”


0 comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.