Num jogo que se antevia emocionante, ou não fosse um dérbi, o SL Benfica acabou por levar a melhor, ganhando ao Sporting CP por 3-2 nos penaltis.

Apesar de o Sporting CP ter inaugurado o marcador e ter chegado à vantagem de dois golos, o SL Benfica não baixou os braços e reduziu, 1-2. O Sporting CP ainda consegue aumentar a vantagem com mais um golo, mas o jogo acaba o tempo regulamentar, obrigando a prolongamento. Tempo extra sem golos, e nas grandes penalidades o SL Benfica acabou por ser mais eficaz, vencendo por 3-2.

Carlos Nicolia, MVP do jogo, considera que a equipa está «no melhor campeonato do mundo». Para o jogador, «estas taças são muito difíceis, mas a equipa trabalha o ano todo para estes resultados» e afirmou estar muito feliz pela conquista da primeira Taça 1947. «Sabíamos que o Sporting tem uma grande equipa e que seria muito difícil, mas o SL Benfica nunca deu o jogo por perdido e tudo fizemos para chegar à vitória».

As primeiras palavras do treinador das águias, Alejandro Domínguez, foram para a equipa adversária: «primeiro gostava de dizer que o Sporting CP foi um “equipaço” e foi capaz, em muitos momentos do jogo, de ultrapassar a nossa pressão e ser melhor no 4×4. Foi um grande jogo». Segundo o técnico, «esta equipa demonstrou garra, espírito e força e isto é fruto de muito trabalho», regozijando-se por ser a primeira equipa campeã da Taça 1947, de forma «muito merecida e com muito trabalho».

No final do encontro, Paulo Freitas, considerou que «o vencedor tem mérito, obviamente e portanto, dar os parabéns ao Benfica porque derrotou uma grande equipa; porque a equipa do Sporting CP é uma grande equipa, acima de tudo, isso». O treinador afirmou que «não era isto que nós queríamos, viemos aqui para conquistar o troféu, saímos daqui obviamente tristes com esta circunstância», referindo que a equipa continua focada nos objetivos para esta época. Paulo Freitas considera a Taça 1947 «uma taça interessante, num momento competitivo interessante», lamentado a falta dos adeptos devido à pandemia, mas salientando que «é uma boa experiência competitiva numa altura importante e que premeia aquilo que é o trabalho realizado pelas equipas no final da primeira volta do campeonato».

 

Toor Azemad

Patrocinadores Oficiais do Hóquei em Patins