O SL Benfica venceu a AD Sanjoanense por 8-0 num triunfo tranquilo que registava “apenas” dois golos de vantagem para as águias quando a dupla de arbitragem apitou para o final da primeira parte, mas que disparou para um resultado “gordo”.
Nos encarnados brilhou mais Jordi Adroher, que aos dois golos da primeira parte somaria mais dois na segunda.
Com excelentes exibiçőes dos donos das balizas de um e outro lado – Trabal do lado do SL Benfica, Marco Lopes e David Nogueira pela AD Sanjoanense – o Benfica começou a dilatar decisivamente a vantagem numa grande penalidade aos cinco minutos da segunda parte, convertida por Marc Torra, para pouco depois o internacional português Diogo Rafael fazer o quarto.
Após excelente trabalho do mesmo Diogo, Adroher fez o terceiro da sua conta pessoal, selando um poker volvidos alguns minutos.
Na recta final da partida, o ainda júnior João Sardo assistiu os seus companheiros para dois golos, beneficiando primeiro Miguel Rocha e, a fechar as contas e a partida, Marc Torra.
#SOUNDC 241683422 #SOUNDC 241683432 Na perseguição ao líder, surge agora isolado o Óquei de Barcelos.
Os barcelenses já sabiam da vitória encarnada quando entraram em rinque no Municipal e, pese uma AE Física D aguerrida, garantiram os três pontos com dois golos de Reinaldo Ventura.
A partida ficou marcada pelas inúmeras bolas paradas mas com a ineficácia dos atacantes a redundar num “curto” 2-1 final.
No jogo grande da jornada, a UD Oliveirense perdeu no Dragão Caixa por 3-2 e perdeu o segundo lugar, caindo mesmo para quarto.
Os pupilos de Tó Neves não conseguiram contrariar o jogo cada vez mais consistente do FC Porto que, com estes três pontos, sobe ao terceiro lugar.
Quem também tem motivos para sorrir é o Sporting CP, que venceu o HC Turquel em Torres Vedras.
Os leőes entraram da melhor maneira em 2016, vencendo por esclarecedores 9-4 e aproximando-se dos quatro lugares de acesso ŕ Liga Europeia.
O Sporting CP soma agora 20 pontos, menos seis do que a UD Oliveirense.
O quinto lugar leonino tem no entanto um pretendente que este domingo mostrou credenciais.
A Juventude de Viana venceu em Valongo no fecho da jornada por 2-5 e, com menos um jogo, está a um ponto dos leőes.
A vitória vianense também teve efeitos na classificação da AD Valongo, que cai para o sétimo posto, em igualdade pontual com o CD Paço de Arcos.
A equipa da Linha registou em Braga um atípico nulo – nos 77 jogos já disputados esta época na I Divisão ainda não tinha acontecido – e perdeu a oportunidade de subir na classificação.
Os bracarenses conquistaram um importante ponto na luta pela manutenção, “libertando-se” de AE Física D e HC Turquel, que têm menos um ponto.
Quatro pontos separam as equipas anteriormente referidas das que estão abaixo da linha de água.
Em duelo de aflitos, o Candelária SC venceu o HA Cambra por 5-2 e deixou o último lugar para apanhar a AD Sanjoanense na classificação.
A equipa de Vale de Cambra transporta agora a indesejável lanterna-vermelha, com cinco pontos, menos um que picarotos e sanjoanenses.
No próximo fim-de-semana, o Nacional da I Divisão pára devido aos inúmeros compromissos europeus das equipas portuguesas.

Toor Azemad

Patrocinadores Oficiais do Hóquei em Patins