Foi apresentada, na última quarta-feira, a Taça 1947 de hóquei em patins, a nova competição da Federação de Patinagem de Portugal (FPP) que vai juntar as oito melhores equipas do campeonato nacional. A competição realiza-se entre os dias 9 e 13 de dezembro, no Pavilhão Municipal de Luso.  

A nova prova hoje apresentada pretende, nas palavras de Luís Sénica, homenagear a data em que Portugal foi campeão do Mundo e da Europa, pela primeira vez, em 1947. Daí a escolha do nome da prova, carregado de simbolismo e história.  

«Somos hoje, em termos de modalidade, muito daquilo que estes homens pioneiros em 47 nos transformaram. Cipriano Santos (guarda-redes), Emídio Pinto (guarda-redes), Correia dos santos, Jesus Correia, Álvaro Lopes, Olivério Serpa (capitão), Sidónio Serpa e António Soares e também o seu treinador, José Prazeres, que afirmavam então que Portugal apresentou uma nova maneira de jogar ao mundo, que se baseava principalmente na velocidade», lembrou o presidente da FPP.  

Face à situação atual do país, derivada da pandemia, ainda não há certezas quanto à possibilidade de a competição ter público a assistir. No entanto, todos os jogos da Taça 1947 terão transmissão televisiva através d’A Bola TV e do site da Federação. Para Luís Sénica «a possibilidade de transmissão dos jogos, através da Bola TV e também do site a da nossa televisão FPP TV, permite-nos que os jogos sejam vistos com toda a certeza em África, Europa, assim como nChile e Argentina. Não ficaremos só pelo nosso país. Será uma grande divulgação do hóquei português para toda esta massa humana que gosta desta modalidade e que culturalmente é muito nossa». 

Nas palavras do presidente da câmara da Mealhada, Rui Marqueiro, «o evento será feito com toda a segurança que a situação atual exige, com ou sem público, com algum público se for permitido», recordando ainda que «a Federação tem colaborado intensamente com o município, o município tem colaborado também com a Federação», uma vez que o Luso é já palco habitual na preparação de várias seleções nacionais.  

«A pandemia tem limitado a capacidade de viver, mas não a capacidade de sonhar» refere o presidente da FPP, explicando que a ideia surgiu em Abril, motivada pelos próprios clubes «quando reuníamos por videoconferência com os clubes, a tentar perceber o que ia ser a época e o nosso futuro, surgiu esta vontade de criarmos esta prova e de tornar o campeonato mais competitivo, utilizando a nova fórmula do play-off». 

O modelo competitivo, também ele sugerido pelos clubes, consiste em ter dois cabeças de série (primeiro e segundo classificados do campeonato nacional) que não se cruzem nos quartos de final entre si. «A partir daí vamos ter sorteio puro. O que quer dizer que, tirando o primeiro e o segundo que não se cruzam, do primeiro ao oitavo todos se podem cruzar», explica Luís Sénica. 

A prova realiza-se dia 9 e dia 10 com os quartos de final. No dia 11, sexta-feira, as equipas descansam e recuperam as energiasSábado jogam-se as meias-finais e no domingo, à tarde, realiza-se a final. 

 

Dossier de imprensa

Logo Taça 1947

 

 

 

 

 

 

Apresentação da Taça 1947 | 1ª Edição • Mealhada 2020 | 04 novembro 2020 | @Catarina Maria/FPP

Toor Azemad

Patrocinadores Oficiais do Hóquei em Patins