O Riba d’Ave HC perdeu ontem, frente ao HC Caldes, por 6-2, resultado que coloca a equipa minhota de fora da Taça WSE, nos quartos-de-final.

Naquela que foi a estreia da equipa portuguesa em competições europeias, o Riba d’Ave HC até entrou com o «patim direito», ao inaugurar o marcador por Hugo Barata, aos 12 minutos da primeira parte. A equipa espanhola chegou ao empate na conversão de um livre direto, depois do mesmo Barata ser sancionado com o cartão azul, por protestos, aos 19 minutos ainda do primeiro tempo, resultado fixado ao intervalo.

Na segunda parte, foi a equipa espanhola primeiro a adiantar-se no marcador, mas Dinis Abreu restabeleceu a igualdade para o Riba d’Ave HC, de livre direto, aos oito minutos, fechando, no entanto, a contagem para a equipa portuguesa. Até ao final, o HC Caldes ampliou a vantagem até aos 6-2 finais.

No final do jogo, o técnico, Raúl Meca, fez questão de salientar o facto de estar «muito orgulhoso com o que os atletas fizeram hoje, cumpriram as ordens que lhes foram pedidas, cumpriram com o plano de jogo, portanto não saio minimamente dececionado com nenhum atleta que fez parte do jogo hoje, bem pelo contrário, porque acho que mostraram que têm qualidade individual e têm a capacidade de estar nestes palcos. Eles enquanto atletas, nós enquanto clube».

Na análise ao jogo, o treinador acredita que, a história do encontro poderia ser outra, se «na primeira parte tivéssemos chegado ao dois, três a zero. Tivemos oportunidades para isso, mas o Caldes também é uma equipa competente, tem um guarda-redes competente. Nós fizemos aquilo que estava definido».

Na opinião de Meca, o «6-2 não espelha minimamente o que se viu lá dentro. Sabíamos que era uma final, quisemos arriscar tudo, tivemos ali algumas hipóteses para aproximar o resultado. São as circunstâncias do jogo. Queríamos passar mais à frente, sabíamos que íamos defrontar uma equipa muito competente, mas obviamente que ambicionávamos mais. Lutámos para isso. Cabe agora também analisar os momentos do jogo, refletir, crescer enquanto clube, enquanto treinador e os próprios jogadores aprender com aquilo que fizemos hoje, porque também fizemos coisas boas».

A competição disputa-se até domingo, em Andorra.

(Foto de capa: António Lopes / WSE-RH)


0 comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Toor

Patrocinadores Oficiais do Hóquei em Patins