Demorou Portugal a “entrar”” no Campeonato da Europa em Pully.
A Inglaterra, orientada por José Carlos Amaral, adiantou-se no marcador aos 12 minutos e a Selecção Nacional apenas logrou o empate já sobre o intervalo, com um golo de Pedro Batista.
Mas a segunda parte foi bem diferente.
Portugal passou para a frente ainda não estavam cumpridos dois minutos e aos seis e meio já vencia por confortáveis 4-1, com tentos de Gonçalo Conceição, Gonçalo Nunes e Tomás Moreira.
Trabulo fez o 5-1 a cinco minutos do fim e, nos derradeiros dois minutos, Rafael Lourenço (com dois golos) e Pedro Batista deram uma dimensão maior ŕ vitória de Portugal.
No final da partida, o seleccionador nacional Luís Duarte realçou a importância do primeiro jogo.
“”É importante entrar a ganhar””, referiu, particularizando com o nervosismo típico de uma estreia.
“”Foi um jogo em que controlámos mesmo com a ansiedade do primeiro jogo.
Sabíamos que na segunda parte melhoraríamos os níveis de finalização””, garante.
Portugal alinhou de início com Tiago Rodrigues (gr), Rafael Lourenço (apontou 2 golos), Tomás Moreira (1), Pedro Batista (2) e Carlos Loureiro, tendo Luís Duarte utilizado todos os jogadores.
“”É importante para o grupo””, explicou.
Assim, entraram ainda no decorrer da partida Diogo Brandão (gr), Gonçalo Nunes (1), António Trabulo (1), Gonçalo Conceição (1) e Gonçalo Pinto.
Esta terça-feira Portugal defronta, a partir das 19h30 portuguesas, a Itália, que nesta primeira jornada empatou a duas bolas com Andorra.”


0 comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Toor

Patrocinadores Oficiais do Hóquei em Patins