A Selecção Nacional de Sub-20 entrou forte frente a uma Itália cujos jogadores são presença assídua na Legahockey, principal campeonato transalpino, e adiantou-se no marcador aos sete minutos.
No entanto, os portugueses não conseguiram segurar a vantagem até ao descanso, vendo Gavioli restabelecer a igualdade.
A segunda parte – tal como na véspera – foi bem diferente na concretização.
Os italianos até marcaram primeiro mas um bis de Gonçalo Conceição virou definitivamente a partida.
Agressivos, os italianos foram penalizados com diversos azuis, que culminaram com três golos de Portugal a ampliar a vantagem de forma categórica.
A vitória final por 6-3 não merece contestação e podia ainda ter sido mais folgada, não fosse algum desacerto, já em descompressão, em duas bolas paradas.
“Foi um jogo difícil, com duas grandes equipas, em que fomos mais colectivos e racionais””, referiu Gonçalo Nunes, justificando a vitória.
A determinada altura do jogo, a Itália foi mais agressiva, mas Portugal não perdeu o rumo.
“”Nesse período fomos superiores na questão mental, sem perdermos a cabeça””, congratulou-se o jogador português.
Luís Duarte fez jogar de início Tiago Rodrigues (gr), Gonçalo Nunes , Gonçalo Pinto (2), Pedro Batista (1) e Carlos Loureiro, tendo jogado ainda Gonçalo Conceição (2) e Tomás Moreira (1).
Esta quarta-feira, no encerramento da fase de grupos, Portugal defronta Andorra em jogo que servirá para definir o primeiro lugar do grupo A.
“”Antevemos um jogo complicado, bem disputado””, previu o capitão Gonçalo Pinto.
No entanto, a vitória é sempre o objectivo.
“”Vamos fazer de tudo para ganhar, como fazemos sempre””, vincou.
“”O grupo está unido e ciente do que tem que fazer jogo a jogo””, reforçou.”


0 comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Toor

Patrocinadores Oficiais do Hóquei em Patins